quarta-feira, 13 de outubro de 2010

FOI ASSIM

Tem um dito popular que diz: Marinheiro de primeira viagem sofre, é verdade, a falta de experiencia faz com que tenhamos algumas atitudes que depois de algum tempo vamos analisar e vemos o quanto fomos inocentes.

Eu, como já mencionei aqui outras vezes, casei cedo e logo fui mãe, sempre trabalhei fora para complementar o orçamento que era bem apertado, e assim fui criando os meus filhos com a ajuda de minhas irmãs Maria José e Joana Darc que também eram duas meninas, eram crianças que cuidavam de crianças e aqui acolá aconteciam os problemas pela falta de experiencia.

Certo dia quando Dino tinha 04 meses fui trabalhar e disse que desse  geleia de mocotó para ele mas não disse a quantidade,  como ele gostava comeu quase 01 pote completo resultado ficou doente com uma infecção instestinal que   me rendeu vários dias de agonia e muitas noites mal dormidas.

Depois quando ele entrou na adolescencia e começou a modificar a voz eu achava que ele estava com crise de garganta e dava remédio, mandava que ele tomasse esse remédio, reclamava porque esse menino não ficava bom, até o dia em que chegou minha concunhada (Bereca) na minha casa e eu estava nessa lamentação que não sabia mais o que fazer, então ela me disse, mulher acorde, esse menino não está com doente da garganta não, ele está mudando a voz de menino para homem, aí eu fiquei parada sem saber o que responder e todo mundo rindo de mim, fazer o quê não é mesmo?.

E assim a vida segue seu percurso, um bobeira aqui, outra ali e seguimos em frente.