segunda-feira, 28 de março de 2011

PERÓLAS da Vó Almira

A partir de hoje vou passar a contar aqui algumas histórias engraçadas que aconteceram em nossa família, e vou sempre dar o título de perólas da Vó Almira.

Vó Almira é minha sogra, avó dos meus filhos, hoje com 89 anos é lúcida, tem muita saúde, e uma convivência saudavel com todos, sempre diz que se sente com apenas 15 anos. Mas quando ela precisa entrar em nosso carro que é mais alto, ela diz, ah aqui não dar para eu subir não, aí eu respondo, Cadê os 15 anos? Parece que ela incorpora mesmo os 15 anos e sobe numa rapidez que a gente começa a rir.

Pois bem, certa vez Vó Almira chegou a igreja para assistir a novena de Nossa Senhora das Graças quando todos já estavam sentados, com poucos lugares vazios, uma jovem amiga do seu filho e muito querida por toda família a chamou acenando com a mão para que ela sentasse em um banco a sua frente.

Depois que Vó Almira agradeceu e começou suas orações, quando a amiga bateu em seu ombro e disse bem baixinho apontando para sua filha de mais ou menos 5 anos, minha moça, vó Almirabfaz uma cara de piedade e diz: Ah meu Deus, Tadinha! Tão novinha e já é MOUCA (surda) virou-se e continuou rezando, mas com a curiosidade aguçada olhou para traz e perguntou: Quem disse? Nossa amiga sem entender nada respondeu: eu, e mais uma vez Vó Almira insistiu: Não tem jeito não? Aí nossa amiga resolver perguntar jeito de quê? (isso tudo bem baixinho para não atrapalhar a novena) quando Vó Almira respondeu, você não disse que ela é MOUCA (surda) aí nossa amiga disse: Não D. Almira, mouca é a senhora, eu disse que essa era minha moça (filha), depois dessa vó Almira disparou: Eu? mouca? Você foi que não disse direito.

Isso já faz alguns anos, mas sempre que nossa amiga conta, todos dão boas gargalhadas.

Essa foi apenas uma, a primeira das muitas que contarei.